Don Petisco
TV News
SPlay

Fabrício Queiroz negocia delação premiada, segundo jornal

Fabrício está preso desde a quinta-feira da semana passada (18/6), quando foi pego pelo MP de São Paulo e a Polícia Civil daquele estado em uma casa de Frederick Wassef, que até então era advogado do senador e do presidente Jair Bolsonaro

Por Super - Rádio e Notícia em 27/06/2020 às 18:52:44

A defesa do policial militar aposentado Fabr√≠cio Queiroz, ex-assessor do senador Fl√°vio Bolsonaro (Republicanos) na época em que ele era deputados estadual no Rio de Janeiro, est√° negociando um acordo de dela√ß√£o premiada com o Ministério P√ļblico do Rio de Janeiro (MP-RJ). As informa√ß√Ķes s√£o da CNN Brasil.

Fabr√≠cio est√° preso desde a quinta-feira da semana passada (18/6), quando foi pego pelo MP de S√£o Paulo e a Pol√≠cia Civil daquele estado em uma casa de Frederick Wassef, que até ent√£o era advogado do senador e do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi preso no √Ęmbito de uma investiga√ß√£o que apura esquema conhecido como "rachadinha", de desvio dos sal√°rios de servidores na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Na época, Fl√°vio era deputado e Queiroz era seu assessor.

H√° um mandado de pris√£o em aberto contra a sua esposa, M√°rcia Aguiar. Ela est√° foragida h√° oito dias. Fontes ouvidas pela CNN apontam que a maior preocupa√ß√£o de Queiroz é com a sua fam√≠lia, sendo que ele quer garantia de prote√ß√£o a M√°rcia e às suas duas filhas, que também s√£o investigadas pelo suposto esquema. De acordo com a CNN, o ex-assessor de Fl√°vio também pede para que possa cumprir pris√£o domiciliar.

A negocia√ß√£o segue mesmo após decis√£o da √ļltima quinta-feira (25), da 3¬™ C√Ęmara C√≠vel do Tribunal de Justi√ßa do Rio de Janeiro, tomada por tr√™s desembargadores, que decidiu pela ida do processo à segunda inst√Ęncia - ou seja, o Órg√£o Especial do TJ. A alega√ß√£o da defesa, acatada pelos desembargadores, é que Fl√°vio era deputado e teria foro privilegiado. Entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2018, no entanto, traz que só h√° esta prerrogativa se o fato foi exerc√≠cio no exerc√≠cio daquele mandato e tendo rela√ß√£o com o cargo.

Nesta vota√ß√£o, os desembargadores decidiram que as decis√Ķes do juiz de primeiro grau, Fl√°vio Itabaiana, deveriam ser mantidas. No entanto, a defesa de Fl√°vio j√° avisou que ir√° buscar a anula√ß√£o das decis√Ķes, sob a alega√ß√£o de que Itabaiana n√£o era o ju√≠zo competente. Com isso, todas as provas obtidas por meio de suas decis√Ķes seriam declaradas nulas. O mesmo valeria para as pris√Ķes de Queiroz e de M√°rcia, que deixariam de existir.

Fonte: Correio Braziliense

TV News
Anuncie 2
Don Petisco
SPlay

Coment√°rios