Don Petisco
TV News
SPlay

Polícia faz operação em casa de parentes de Queiroz e procura a mulher de ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Márcia Oliveira de Aguiar é considerada foragida da Justiça, e suspeita é que ela tenha usado imóvel para se esconder

Por Super - Rádio e Notícia em 23/06/2020 às 10:35:53
M√°rcia Oliveira de Aguiar é considerada foragida da Justi√ßa, e suspeita é que ela tenha usado imóvel para se esconder. Inquérito das rachadinhas apura suspeita de repasse de sal√°rios de funcion√°rios da Alerj para o senador à época em que ele era deputado estadual. Pol√≠cia Militar faz opera√ß√£o de busca e apreens√£o na casa de parentes de Queiroz em MG

O Ministério P√ļblico de Minas Gerais (MPMG) e o Batalh√£o de Choque da Pol√≠cia Militar (PM) iniciaram, na manh√£ desta ter√ßa-feira (23) em Belo Horizonte, uma opera√ß√£o na casa da madrinha de Fabr√≠cio Queiroz, ex-assessor de Fl√°vio Bolsonaro, em busca da mulher dele, M√°rcia Oliveira Aguiar, que est√° foragida.

A opera√ß√£o, feita em parceria com o Ministério P√ļblico do Rio de Janeiro, ocorre no bairro S√£o Bernardo, na Regi√£o Norte de Belo Horizonte.

Queiroz foi preso no come√ßo da manh√£ de quinta-feira (18) em Atibaia, no interior de S√£o Paulo. No mesmo dia, foi decretada a pris√£o da mulher dele, M√°rcia Oliveira de Aguiar, que n√£o se apresentou à pol√≠cia e n√£o foi encontrada.

Os mandados desta terça são de busca e apreensão, mas Márcia pode ser presa caso seja encontrada, por causa da ordem de prisão da quinta. Não foram divulgados quantos mandados foram expedidos nesta terça.

A casa alvo da opera√ß√£o em Belo Horizonte pertence à madrinha de Queiroz, dona Penha, que morreu neste m√™s. Agora vivem no local primas e sobrinha do ex-assessor de Fl√°vio Bolsonaro.

A suspeita é que a mulher de Queiroz tenha ido para essa casa. Uma das primas, Kassia, é bem próxima de M√°rcia e de Queiroz. No in√≠cio da manh√£, promotores conversavam com parentes de Queiroz na casa.

O MP j√° havia identificado a vontade que M√°rcia tinha de se esconder caso tivesse pris√£o decretada. As mensagens trocadas entre M√°rcia Oliveira e Queiroz que a Promotoria identificou em novembro do ano passado apontavam, no entanto, que a mulher gostaria de ir para S√£o Paulo caso tivesse a pris√£o decretada.

Rachadinha e pris√£o de Queiroz

O senador Fl√°vio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, é apontado pelo Ministério P√ļblico do Rio de Janeiro como chefe de uma organiza√ß√£o criminosa que atuou em seu gabinete no per√≠odo em que foi deputado da Assembleia Legislativa do estado (Alerj). Entre 2003 e 2018, ele cumpriu quatro mandatos parlamentares consecutivos.

As investiga√ß√Ķes apontam para um esquema conhecido como "rachadinha", em que parte do sal√°rio de funcion√°rios do ent√£o deputado era devolvido, e o dinheiro era lavado por meio de uma loja de chocolates e aplicado em imóveis.

Ao autorizar a pris√£o do ex-assessor de Fl√°vio Bolsonaro no √ļltimo dia 18, o juiz Fl√°vio Itabaiana, da 27¬™ Vara Criminal, apontou repasses de ex-assessores para conta de Queiroz no valor de R$ 2.039.656,52 e saques na conta do investigado que totalizam quase R$ 3 milh√Ķes.

Queiroz foi encontrado pela polícia dentro da casa do advogado Frederick Wassef, que fez a defesa da família Bolsonaro em alguns casos. Wassef foi, inclusive, responsável pela defesa de Flávio no caso da rachadinha.

Fonte: G1

TV News
Anuncie 2
Don Petisco
SPlay

Coment√°rios