TV News
SPlay

A trilha sonora dos meus 50 anos

Por Rádio Super em 01/03/2020 às 20:11:58

Quando nasci, em 1970, a ditadura ainda efervescia. A frase mais cantada era, "Eu te amo meu Brasil, eu te amo, meu coração é verde, amarelo, branco, azul anil". Outras músicas também faziam sucesso, principalmente por ser época de Copa do Mundo, também se cantava com marcha militar de fundo o refrão "todos juntos vamos, pra frente Brasil, Brasil, salve a seleção". Tim Maia dizia: "trago esta rosa, para te dar, pois o céu está tão lindo."

Há muitos e muitos anos, quando faço a abertura do meu programa matinal de rádio, falo a frase "farei a trilha sonora da sua manhã aqui na Super". Mesmo que de forma inconsciente, escolhi uma trilha sonora para a minha vida, desde os tempos em que só andava de shorts, camiseta, chinelo e tinha uma cabeleira de dar inveja, além das bochechas é claro, que sempre vermelhas, ou por estar correndo ou por alguma senhora, vizinha ou visita em casa, apertava essas bochechas e falava "que bonitinho". Pois é eu já fui bonito (rrss). Enfim, escolhi cantar "trago esta rosa para te dar".

A gente cresce e começa a perder a proteção da mãe (sim, só mãe), pois aos quatro anos de idade, meu pai faleceu. A partir daí, a trilha sonora muda e a gente começa a cantar Gonzaguinha, "quando eu soltar a minha voz, por favor entenda" ou ainda "Eu fico com a pureza e a resposta das crianças...viver e não ter a vergonha de ser feliz". As batalhas aumentam gradativamente e a trilha sonora da vida vai aumentando o ritmo.

Já adolescente, a Banda Metrô cantou e ensinou "que no balanço das horas tudo pode mudar" e Gal Costa nos jogou na cara como é o país em que vivemos e que perdura até hoje e gritava "Brasil, mostra tua cara". As coisas mudavam.

O menino tímido começou a falar um pouco mais. O balconista do bar da Dona Branca (minha mãe) queria falar um pouco mais e resolveu fazer disso uma profissão.

Resolvi me profissionalizar como locutor e minha trilha sonora mudou para What a Wonderful World, de Louis Armstrong, que diz que"eu vejo os céus tão azuis e as nuvens tão brancas, o brilho abençoado do dia, e a escuridão sagrada da noite; e eu penso comigo, que mundo maravilhoso..." e continuo achando até hoje, pois prefiro ver a coisas boas em tudo e em todos, para afastar o amargor que está escondido bem pertinho da gente, e que se não nos cuidarmos, ele nos pega.

Muitas outras músicas fizeram a trilha sonora da minha vida, algumas eram sertanejas, outras pop, muitas MPB e até outros estilos musicais. Todas sempre exaltando que é bom viver.

O menino criado pela mãe e pela avó, sonhador, que tinha como sonho, coisas tão pequenas, como ter uma bicicleta, mas que achava que podia voar; o menino que ajudava a mãe na mercearia da família; o gordinho que não via a hora de chegar o desfile de 7 de setembro, para tentar entrar na fanfarra da escola ou apenas desfilar de conga, calça Adidas e camiseta branca; chegou aos 50; o menino que diferente da maioria dos outros, adorava as aulas de educação física para jogar vôlei e basquete. Meio século chegou para o jovem que tentou mostrar para os "endinheirados", que é possível fazer uma nova forma de comunicar, com pouco dinheiro ou quase nada; está mais velho o rapaz que tentou entrar para a política para ajudar aqueles que verdadeiramente têm vidas difíceis.

Envelheceu o rapaz que viu aos 26 anos, quase sua vida acabar, quando perdeu seus 2 rins, passando mais tarde por um transplante. Mas não acabou...recomeçou.

A vida até agora tem sido de vitórias, principalmente pelo fato de estar vivo e posso dizer que vale a pena estar vivo e bem vivo, fisicamente, sentimentalmente e espiritualmente; valeu a pena pelas experiências, pelas pessoas e porque não dizer também, por muitas vitórias, pois me sinto um sobrevivente e um vitorioso.

O cinquentão chegou e hoje talvez eu cante fazendo coro com Kell Smith:

Eu sei que cada um só tem a vista da montanha que escalar
Por isso, todo dia eu me preocupo em fazer a coisa certa
E mesmo assim, infelizmente, às vezes não parece adiantar
Porque o mundo tá tão louco e as pessoas andam tão estranhas

Me diz se ainda passa o medo de não ser o melhor de mim
E se a gente se cobra menos em algum momento disso aqui
Me diz!

Quando já não sei qual é a direção
E tudo que posso é seguir meu coração
Então, me viro
E giro para onde gira o sol
Quando já não sei qual é a direção
E tudo que posso é seguir meu coração
É por instinto
Que eu encontro a luz, sou girassol

Eu quero aquela vida que a gente inventa antes de dormir
Mas, pra dar certo, sei que tenho que acordar tomando atitude
O tempo não me espera só porque quero jogar tudo pro ar
E quase sempre é em desistência que o fracasso se resume

Me diz se ainda passa o medo de não ser o melhor de mim
E se a gente se cobra menos em algum momento disso aqui
Me diz!

Quando já não sei qual é a direção
E tudo que posso é seguir meu coração
Então, me viro
E giro para onde gira o sol
Quando já não sei qual é a direção
E tudo que posso é seguir meu coração
É por instinto
Que eu encontro a luz, sou girassol
É por instinto
Que eu encontro a luz, sou girassol

TV News
Anuncie 2
Don Petisco
SPlay
Maravilhas da Terra
Madame Damy
Maravilhas da Terra